sexta-feira, março 31, 2006

Calculadora de última geração

Muito útil para fazer contas...

http://www.joke-pages.com/jokes/images/org-calc.swf

quinta-feira, março 30, 2006

Quem De Nós Dois (Ana Carolina)

Eu e você
Não é assim tão complicado
Não é difícil perceber

Quem de nós dois
Vai dizer que é impossível
O amor acontecer

Se eu disser que já nem sinto nada
Que a estrada sem você é mais segura
Eu sei você vai rir da minha cara
Eu já conheço o teu sorriso, leio teu olhar
Teu sorriso é só disfarce
E eu já nem preciso

Sinto dizer
Que amo mesmo,
Tá ruim pra disfarçar

Entre nós dois
Não cabe mais nenhum segredo
Além do que já combinamos

No vão das coisas que a gente disse
Não cabe mais sermos somente amigos
E quando eu falo que eu já nem quero
A frase fica pelo avesso
E eu na contra-mão
E quando finjo que esqueço
Eu não esqueci nada

E cada vez que eu fujo,eu me aproximo mais
E te perder de vista assim é ruim demais
E é por isso que atravesso o teu futuro
E faço das lembranças um lugar seguro

Não é que eu queira reviver nenhum passado
Nem revirar um sentimento revirado
Mas toda vez que eu procuro uma saída
Acabo entrando sem querer na tua vida

Eu procurei
Qualquer desculpa
Pra não te encarar

Para não dizer
De novo e sempre a mesma coisa
Falar só por falar

Que eu já não tô nem aí pra essa conversa
Que a história de nós dois não me interessa
Se eu tento esconder meias verdades
Você conhece o meu sorriso
Lê no meu olhar
Meu sorriso é só disfarce
Por que eu já nem preciso

E cada vez que eu fujo, eu me aproximo mais
E te perder de vista assim é ruim demais
E é por isso que atravesso o teu futuro
E faço das lembranças um lugar seguro

Não é que eu queira reviver nenhum passado
Nem revirar um sentimento revirado
Mas toda vez que eu procuro uma saída
Acabo entrando sem querer na tua vida

quarta-feira, março 29, 2006

sexta-feira, março 24, 2006

Bom dia...Boa Noite...

Pinte a vida com o seu Sentimento...

As cores, Deus as inventou quando menino, por certo.

E brincava com elas com a mesma paixão e sem cerimônia de quem, um dia, ainda faria tudo o que existe.

Misturando umas às outras e esparramando-as pelo firmamento,punha-se a imaginar planícies e bichos, montanhas e mar,passarinhos e canções, poentes e pirulitos.

Às vezes, quando não saia a correr com as luzes pelo infinito,passava manhãs inteiras, fechado, em silêncio, em seu universo, aencher-se de luz, a cada nova cor que descobria.

Ora lhe pareciam solenes como deveriam ser as florestas, ora preciosas como desejava pérolas e joaninhas.

Mas o que mais o encantava nas cores era o fato de serem coressimplesmente e, todavia, brincarem com seus olhos, darem asas aseus sonhos e povoarem sua alma de sentimentos.

Se um dia criasse o mundo, ele pensava, haveria de dar-lhe cores.

E se houvessem pessoas nesse mundo, haveria de dar a elas acapacidade de perceberem, nas cores, a mesma magia que ele testemunhava.

Percebê-las significaria terem as cores dentro delas: almas coloridas, corações de aquarela.

Assim saberiam reconhecer na própria vida toda maravilha que ela encerra.

Outra vez, como num sonho,teve uma visão de arco-íris.

As próprias pessoas teriam o dom de serem cores.

E de alegrarem-se umas às outras, de encantarem-se umas às outras,de amarem-se em gestos de luz.

A felicidade seria a tradução desse desejo.

Ah, como ele gostaria de ver, um dia, todas as pessoas felizes.

Haveria cor em profusão, luzes em toda a terra, nunca mais a escuridão.

Assim seja Cor
Espalhe Cor
e encontre a Felicidade....

quinta-feira, março 23, 2006

Não estamos no Natal,mas está porreiro...hehehe

Ouçam a música "Jingle Bells" e depois o reverso (tocada ao contrário).
Está excelente!


http://skoften.mine.nu/flash/jinglebells.swf

terça-feira, março 21, 2006

domingo, março 19, 2006

Ataques cardíacos

Estudo Médico importante:

a) No Japão são consumidas muito poucas gorduras e o índice de ataques cardíacos é menor do que na Inglaterra e nos EUA;

b) Por outro lado, na França consomem-se muitas gorduras e, ainda assim,o índice de ataques cardíacos é menor do que na Inglaterra e nos EUA;

c) Na China, bebe-se pouco vinho tinto e o índice de ataques cardíacos é menor do que na Inglaterra e nos EUA;

d) Na Espanha bebe-se muito vinho tinto e o índice de ataques cardíacos é menor do que na Inglaterra e nos EUA;

e) Na Argélia fode-se muito pouco e o índice de ataques cardíacos é menor do que na Inglaterra e nos EUA;

f) No Brasil fode-se muito e o índice de ataques cardíacos é menor do que na Inglaterra e nos EUA;

CONCLUSÃO: Beba, Coma e Foda à vontade, pois o que mata é falar inglês!

quinta-feira, março 16, 2006

quarta-feira, março 15, 2006

ELOGIO AO AMOR (Miguel Esteves Cardoso in Expresso)

Quero fazer o elogio do amor puro.
Parece-me que já ninguém se apaixona de verdade. Já ninguém quer viver um amor impossível. Já ninguém aceita amar sem uma razão. Hoje as pessoas apaixonam-se por uma questão de prática. Porque dá jeito. Porque são colegas e estão ali mesmo ao lado.
Porque se dão bem e não se chateiam muito. Porque faz sentido. Porque é mais barato, por causa da casa. Por causa da cama. Por causa das cuecas e das calças e das contas da lavandaria.
Hoje em dia as pessoas fazem contratos pré-nupciais, discutem tudo de antemão, fazem planos e à mínima merdinha entram logo em "diálogo". O amor passou a ser passível de ser combinado. Os amantes tornaram-se sócios.
Reúnem-se, discutem problemas, tomam decisões. O amor transformou-se numa variante psico-sócio-bio-ecológica de camaradagem. A paixão, que devia ser desmedida, é na medida do possível. O amor tornou-se uma questão prática. O resultado é que as pessoas, em vez de se apaixonarem de verdade, ficam "praticamente" apaixonadas.
Eu quero fazer o elogio do amor puro, do amor cego, do amor estúpido, do amor doente, do único amor verdadeiro que há, estou farto de conversas, farto de compreensões, farto de conveniências de serviço. Nunca vi namorados tão embrutecidos, tão cobardes e tão comodistas como os de hoje.
Incapazes de um gesto largo, de correr um risco, de um rasgo de ousadia, são uma raça de telefoneiros e capangas de cantina, malta do "tá tudo bem, tudo bem", tomadores de bicas, alcançadores de compromissos, bananóides, borra-botas, matadores do romance, romanticidas. Já ninguém se apaixona? Já ninguém aceita a paixão pura, a saudade sem fim, a tristeza, o desequilíbrio, o medo, o custo, o amor, a doença que é como um cancro a comer-nos o coração e que nos canta no peito ao mesmo tempo?
O amor é uma coisa, a vida é outra. O amor não é para ser uma ajudinha. Não é para ser o alívio, o repouso, o intervalo, a pancadinha nas costas, a pausa que refresca, o pronto-socorro da tortuosa estrada da vida, o nosso "dá lá um jeitinho sentimental". Odeio esta mania contemporânea por sopas e descanso. Odeio os novos casalinhos. Para onde quer que se olhe, já não se vê romance, gritaria, maluquice, facada, abraços, flores. O amor fechou a loja. Foi trespassada ao pessoal da pantufa e da serenidade. Amor é amor. É essa beleza. É esse perigo. O nosso amor não é para nos compreender, não é para nos ajudar, não é para nos fazer felizes.
Tanto pode como não pode. Tanto faz. É uma questão de azar. O nosso amor não é para nos amar, para nos levar de repente ao céu, a tempo ainda de apanhar um bocadinho de inferno aberto. O amor é uma coisa, a vida é outra. A vida às vezes mata o amor. A "vidinha" é uma convivência assassina. O amor puro não é um meio, não é um fim, não é um princípio, não é um destino. O amor puro é uma condição.
Tem tanto a ver com a vida de cada um como o clima. O amor não se percebe.
Não dá para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende. O amor é uma verdade. É por isso que a ilusão é necessária. A ilusão é bonita, não faz mal. Que se invente e minta e sonhe o que quiser. O amor é uma coisa, a vida é outra. A realidade pode matar, o amor é mais bonito que a vida. A vida que se lixe. Num momento, num olhar, o coração apanha-se para sempre. Ama-se alguém.
Por muito longe, por muito difícil, por muito desesperadamente. O coração guarda o que se nos escapa das mãos. E durante o dia e durante a vida, quando não esta lá quem se ama, não é ela que nos acompanha - é o nosso amor, o amor que se lhe tem.
Não é para perceber. É sinal de amor puro não se perceber, amar e não se ter, querer e não guardar a esperança, doer sem ficar magoado, viver sozinho, triste, mas mais acompanhado de quem vive feliz. Não se pode ceder. Não se pode resistir.
A vida é uma coisa, o amor é outra. A vida dura a vida inteira, o amor não. Só um mundo de amor pode durar a vida inteira. E valê-la também.
:-)

terça-feira, março 14, 2006

Diferença entre alfacinhas e tripeiros...

FRASE 1:
Lisboa (L): Não tenho a certeza se vai ser possível!
Porto (P): NEM QUE TU TE FODAS!

FRASE 2:
L: A sério? É incrível!Diria mesmo impressionante!
P: PUTA QUE O PARIU, PUTA QUE O PARIU!

FRASE 3:
L: Claro que isso não me preocupa!
P: TOU-ME A CAGAR E A ANDAR!

FRASE 4:
L: Eu não estava envolvido nesse projecto!
P: MAS QUE CARALHO E QUE EU TENHO A VER COM ESSA MERDA?

FRASE 5:
L: Interessante, hein?
P: FODA-SE!!!

FRASE 6:
L: Será difícil concretizar a tarefa no tempo estipulado!
P: NÃO VAI DAR NEM QUE ME FODA TODO!

FRASE 7:
L: Precisamos melhorar a comunicação interna!
P: PUTA DE MERDA! NAO HÁ NENHUM CARALHO QUE ME RESPONDA???

FRASE 8:
L: Talvez eu possa trabalhar até mais tarde!
P: E NO CÚ? NÃO QUERES LEVAR NO CÚ TAMBÉM???

FRASE 9:
L: Não está familiarizado com o problema!
P: CALA-TE CARALHO!

FRASE 10:
L: Desculpe!
P: VAI PA PUTA QUE TE PARIU!

FRASE 11:
L: Desculpe, senhor!
P: VAI PA PUTA QUE TE PARIU SEU PANELEIRO!

FRASE 12:
L: Acho que não posso ajudar!
P: FODE-TE PRAI SOZINHO!

FRASE 13:
L: Adoro desafios!
P: PUTA, TRABALHINHO DE CORNO!

FRASE 14:
L: Finalmente reconheceram a tua competência!
P: FOSTE AO CÚ A QUEM?

FRASE 15:
L: É necessário um treino para o pessoal antes de ligarem a máquina!
P: VOU DAR NOS CORNOS A QUEM MEXER NESTA MERDA!

FRASE 16:
L: Eles não ficaram satisfeitos com o resultado do trabalho!
P: BANDO DE FILHOS DA PUTA!

FRASE 17:
L: Por favor, refaça o trabalho!
P: ENFIA ESSA MERDA NO CÚ, ESTÁ UMA BELA MERDA!

FRASE 18:
L: Precisamos reforçar o nosso programa de treino!
P: SE SEI QUEM FOI O FILHO DA PUTA QUE FEZ ISSO!...

FRASE 19:
L: É necessário melhorar os nossos índices de produtividade!
P: E SE FOSSEM BATER A PUNHETA PRO MEIO DA RUA???!!!

FRASE 20:
L: Que pena. Teremos outra não conformidade!
P: CARALHO! VAI SAIR CAGADA OUTRA VEZ!

FRASE 21:
L: Vamos negociar o projecto com mais determinação!
P: VOU ENFIAR ISTO GOELA ABAIXO DESSES FILHOS DA PUTA!

FRASE 22:
L: Desculpe, eu poderia ter avisado!
P: EU SABIA QUE IA DAR MERDA!

FRASE 23:
L: Os índices de produtividade da empresa estão a apresentar uma queda sensível!
P: ESTA MERDA TA A IR PRO CARALHO!

FRASE 24:
L: Esse projecto não vai gerar o retorno previsto!
P: AGORA FODEU-SE! TA TUDO FODIDO!

segunda-feira, março 13, 2006

Hehehe...

A professora diz aos alunos para desenharem o orgão sexual feminino( mais conhecido por vagina). Nisto uma aluna incapaz de fazer o desenho, abriu as pernas e espreitou para a dela. Um colega vê e grita:
PROFESSORA ELA TÁ A COPIAR!!!

sexta-feira, março 10, 2006

Pensamento do dia!

Um dia ia uma lagartixa a atravessar a estrada quando um carro passou e lhe pisou o rabo, partindo-o.A lagartixa virou-se e vendo o rabo a mexer-se, ficou parada a lamentar-se da triste sorte de ter perdido um rabo tão bom.Nisto passa outro carro que pisa a cabeça da lagartixa, matando-a.

Moral da historia: Por causa de um bom cu às vezes perde-se a cabeça!!!

quinta-feira, março 09, 2006

Dias perfeitos...

Um dia perfeito para uma mulher :

08:15 Desperta com abraços e beijinhos.
08:30 Na balança, pesa 1 Kg menos do que ontem.
08:45 Pequeno-almoço na cama, sumo de laranja e croissants.
09:15 Banho de imersão com uma fragrância exótica.
10:00 Ligeira sessão no clube com o seu simpático, treinador pessoal musculado e gay.
10:30 Tratamento facial, manicure, shampoo, cabelo.
12:00 Almoço com a melhor amiga numa esplanada.
12:45 Repara, de longe, que a mulher do ex-namorado engordou 20Kgs.
13:00 Compras com amigas, arranja algo especial para si mesma.
15:00 Sesta.
16:00 Recebe em casa uma dúzia de rosas, mandadas por um admirador secreto.
16:15 Ligeira sessão no clube, seguida de massagem.
17:30 Escolha da roupa para jantar.
19:00 Jantar romântico à luz das velas, com dança.
20:00 Surpreendida por uma jóia à sobremesa, como prova de amor.
21:30 Duche quente, sozinha.
22:00 Faz amor prolongadamente, com uma suave música de fundo.
23:00 Carícias, segredos e beijinhos de "foi tão bom".
23:15 Adormece nos braços dele, fortes e gentis.

Um dia perfeito para um macho :

06:00 Despertador.
06:15 Broche.
06:30 Cagada massiva enquanto lê as páginas de desporto do jornal.
07:00 Pequeno-almoço. Bife, ovos, torradas, café.
07:30 Chega a limousine.
07:45 2 Gin tónicos no caminho para o aeroporto.
08:15 Jacto privado para Faro, Algarve.
09:30 Limousine para o golfe da Quinta do Lago.
09:45 Joga os primeiros 9 buracos, acaba com 2 abaixo do par.
11:45 Almoço. 2 dúzias de ostras ao natural. 3 Heinekens.
12:30 Joga os 9 buracos finais, acaba com 4 abaixo do par.
14:15 Limousine de volta ao aeroporto. 2 Jack Daniels.
14:30 Jacto privado para o Funchal. Sesta.
15:15 Pescaria de fim de tarde, num iate com tripulação feminina em top-less.
16:30 Apanha um espadarte com 350 Kg, novo record do mundo.
17:00 Jacto privado de volta a casa. Massagem por hospedeira asiática.
19:00 Vê as notícias na TV. Sócrates é preso por fraude. Sampaio parte para o exílio.
19:30 Jantar. Lagosta, Dom Perignon, Bife do Lombo, Caves Velhas tinto de 67.
21:00 Relax depois do jantar com um Cognac Augler 1789 e um charuto Cohiba.
22:00 Sexo selvagem com duas ninfomaníacas de 18 anos.
23:30 Massagem e jacuzzi.
23:45 Sozinho na cama.
23:50 Solta um peido de 12 segundos e 4 oitavas. Vê o cão fugir do quarto.
23:55 Ri-se até adormecer.

terça-feira, março 07, 2006

Carta de amor...

portugalnoseumelhor.com

segunda-feira, março 06, 2006

"Dar e Receber"(Martinho da Vila / Part Especial:Kátia Guerreiro)

Em homenagem ao meu amigo Cuco...

Com o meu canto
Eu quero lhe encantar
Lhe embalar com o meu som
Embriagar
Fazer você ficar feliz cantarolar
Lá, lá, lá...
Capitando a energia
Desse seu lalalá
Sigo a filosofia
Que é do receber e dar
Eu quero dar
Eu quero dar
Eu quero dar
E receber
E receber
E receber
Fazer, fazer
Me refazer fazendo amor
Sem machucar seu coração
Sem me envolver
Mas se você se apaixonar
Me quiser numa total
Vai ter que ficar comigo
Coladinho em meu umbigo
De maneira visceral
Vou expor minhas entranhas
Lhe darei muito prazer
E bem prazerosamente
Vou abrir mão dos meus sonhos pra viver só por você